Espalhe por ai:

Com um novo reajuste de 7,04% anunciado nesta segunda-feira (25), o preço da gasolina aumentou 73,4% em 2021. O consumidor baiano têm sentido nas bombas o impacto do combustível salgado, principalmente o de Juazeiro, que detém o posto de mais caro do estado.

Em levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), referente ao período entre 17 e 23 de outubro, a cidade no Norte da Bahia teve uma média de R$ 6,89 pela gasolina comum. Este valor não leva em conta o novo reajuste de segunda, que pode fazer o valor se aproximar dos R$ 8.

Na lista da ANP, que avaliou 15 cidades baianas, Eunápolis vem depois, com R$ 6,77 de média, seguida por Paulo Afonso, com R$ 6,66 na gasolina comum, fechando o pódio.

No estudo, Salvador aparece fora do top-10, registrando média de R$ 6,11 nos 71 postos consultados. No entanto, após esse novo reajuste, alguns revendedores já cobram acima dos R$ 7. Na noite de ontem, última antes do reajuste ser aplicado, diversas filas se formaram nos poucos postos que ainda cobravam abaixo da casa dos R$ 6.

Por outro lado, o estudo da ANP mostrou que a gasolina mais barata da Bahia é cobrada em Camaçari, com preço médio de R$ 5,97. Feira de Santana vem em seguida com R$ 6,03 e Simões Filho fecha o top-3 com R$ 6,07. Todos esses valores são referentes à gasolina comum.

Veja as 10 cidades baianas com o maior valor da gasolina comum entre os dias 17 e 23 de outubro.

1 – Juazeiro, com média 6,89
2 – Eunápolis, com média de 6,77
3 – Paulo Afonso, com média de 6,66
4 – Vitória da Conquista, com média de 6,65
5 – Ilhéus, com média de 6,58
6 – Guanambi, com média de 6,55
7 – Itabuna, com média de 6,52
8 – Jequié, com média de 6,51
9 – Irecê, com média de 6,29
10 – Barreiras, com média de 6,26

 

Fonte: Correio 24h

Espalhe por ai: