Informação e conhecimento sem fronteiras

Terça-feira, 23 de Abril de 2024

Bahia/Geral

Safra de uva 23/24 no RS é estimada em 719 mil toneladas

Condições climáticas afetam o cultivo da fruta no estado e podem impactar algumas regiões com queda de 40% da produção em relação à safra anterior

Safra de uva 23/24 no RS é estimada em 719 mil toneladas
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A safra de uva de 2023/2024 no Rio Grande do Sul será de 719 mil toneladas, estimam a Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação do Estado do Rio Grande do Sul (Seapi) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/RS). O valor previsto para a produção da viticultura considera uma queda de até 40% para algumas regiões produtoras no estado na comparação com a safra anterior. A colheita da uva mobiliza cerca de 15 mil famílias gaúchas todos os anos. 

Brunno Magnavita, fundador da Elite Vinho, explica que as condições climáticas adversas, especialmente o excesso de chuvas durante o período crítico de floração, tiveram um impacto significativo na safra atual. 

“Este fenômeno causou a quebra de aproximadamente 25% da produção nas variedades de uva mais precoces, afetando diretamente a quantidade total de uvas disponíveis para colheita”, diz o especialista.

O empresário destaca que o atual cenário exige um foco maior na qualidade da fruta produzida, em vez da quantidade, o que contribui para assegurar a sustentabilidade e a excelência do setor vinícola gaúcho.

“O clima instável demandou um esforço dos produtores para manter a qualidade das uvas, exigindo adaptações nos métodos de cultivo e na gestão da mão de obra, para minimizar perdas e garantir a qualidade do produto final”. 

RS lidera produção de uva no país

De acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Rio Grande do Sul foi o maior estado produtor de uva no Brasil em 2022, responsável por 48,9% da safra total do país.

Magnavita garante que, apesar das condições enfrentadas na região, segue otimista quanto ao potencial enológico das uvas colhidas, especialmente na produção de espumantes, que representa uma parcela significativa da produção vinícola gaúcha. 

“Embora haja uma redução estimada na produção de uvas, devido a condições climáticas adversas, a qualidade das uvas colhidas mantém-se elevada, o que é fundamental para a produção de vinhos, espumantes e sucos de alta qualidade”.

O empresário destaca que a colaboração entre vinícolas, cooperativas e entidades do setor tem sido fundamental para garantir tanto a qualidade das uvas, quanto práticas sustentáveis e justas no manejo agrícola e no trato com a mão-de-obra terceirizada.

Segundo dados do Dashboard Mercado da Uva, fornecidos pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a área plantada com uva no Brasil em 2022 foi de 29.568 hectares e gerou um Valor Bruto da Produção (VBP) de 3,3 bilhões de reais.

Para saber mais, basta acessar: www.elitevinho.com.br

FONTE/CRÉDITOS: DINO
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!