Espalhe por ai:

Em resposta a falta de políticas públicas voltadas para preservação do meio ambiente e para a resolução de problemas ambientais que tem sido alvo de críticas de diversos países e organizações ambientais, governadores planejam a criação de um Consórcio para atuar em defesa do meio ambiente.

Segundo dados divulgados pelo jornal Estadão, os governadores entendem que a responsabilidade para estimular a preservação do meio ambiente é do governo federal, mas os estados podem ajudar e é neste sentido que eles já elaboram plano de metas e estrutura para o consórcio.

Os objetivos elaborados pelos governadores dizem respeito, em sua maioria, à “economia verde”, como estimular o mercado brasileiro de redução de emissões e implementar uma política de incentivo a inovação com menos impacto ambiental. Também está nas metas, um inventário das principais fontes de emissões de gases que incidem no efeito estufa no país.

Dentre as funções do consórcio, está a de atuar no cumprimento dos compromissos assumidos pelo Brasil no Protocolo de Kyoto e com a ONU. O presidente deste consórcio será escolhido em assembléia e terá mandato de dois anos sem remuneração, a sede do consórcio será no estado do líder da vez. Além do consórcio, está prevista a criação de um conselho consultivo com membros de movimentos sociais, sindicatos, empresários, pesquisadores e ONGs.

Espalhe por ai: