Espalhe por ai:

O Conselho Deliberativo do Vitória decidiu afastar o Presidente do clube Paulo Carneiro, na noite de ontem (02) por 60 dias. A decisão foi fruto de denúncias apuradas pela comissão de ética do clube. Dentre as acusações estão a ausência de um contrato entre o clube e a empresa Magnum, que recebeu R$3.586.068,00 do Vitória, adiantamento de remunerações feito por Paulo Carneiro e antecipação do próprio salário em valores que superam R$60 mil reais.

Na noite de ontem, após decisão do conselho deliberativo, pelo placar de 76 votos favoráveis ao afastamento e nenhum contra, o Presidente se manifestou por meio das redes sociais.

Ele acusou o Conselho de incoerência, em especial, o Presidente do conselho Fábio Mota, ao manter como presidente interino, o vice-presidente do clube Luiz Henrique Vianna Pereira. Segundo o presidente afastado, Luiz esteve presente em todos os atos que são investigados pelo conselho de ética, mas o presidente do conselho deliberativo decidiu por manter ele como presidente interino do clube durante este processo. Ainda no áudio, Paulo Carneiro lembra que é conselheiro vitalício do clube desde fevereiro de 1991, sendo presidente do clube por 6 mandatos. Ainda classificou o processo do conselho como “constrangimento”. Segundo Paulo Carneiro, um dos patrocinadores do clube entrou em contato com ele e afirmou que não seguirá no clube, o que representa uma perda de receita considerável para um clube que passa por momentos difíceis no ambiente político e essa crise pode se refletir em campo.

A nossa redação tentou contato com a assessoria de imprensa do clube para se manifestar, mas até o momento não obteve retorno.

Veja abaixo o áudio publicado por Paulo Carneiro.

Espalhe por ai: