Informação e conhecimento sem fronteiras

Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

Colunas/Tecnologia & Inovação

USO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL CONTRA CORRUPÇÃO

A Inteligência Artificial Pode Se Tornar Uma Arma Contra Os Maus Gestores

USO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL CONTRA CORRUPÇÃO
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em função do surpreendente avanço tecnológico apresentado pela IA (inteligência artificial), destacando o CHAT GPT (https://chat.openai.com/chat) que apesar de não ser o único, é o mais divulgado na mídia e vem sendo empregado em todos os setores da sociedade a exemplo de sua utilização na realização de cálculos, elaboração de programações diversas, criação de softwares, imagens, educação, pesquisa, projetos para agricultura e uma outra infinidade de aplicações, podemos afirmar que ela também pode ser usada para ajudar na fiscalização da aplicação de recursos públicos pelos governantes de diversas maneiras. Algumas delas incluem:

  • Análise de dados: A inteligência artificial pode ajudar a analisar grandes quantidades de dados financeiros e identificar anomalias, padrões e tendências que possam indicar irregularidades na aplicação dos recursos públicos. Isso pode ser feito por meio de algoritmos de aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural.
  • Detecção de fraudes: A inteligência artificial também pode ser usada para detectar fraudes e outras irregularidades na aplicação de recursos públicos, por exemplo, por meio da análise de transações financeiras suspeitas ou padrões de gastos atípicos.
  • Monitoramento de mídias sociais: As mídias sociais podem ser uma fonte importante de informações sobre a opinião pública e sobre possíveis irregularidades na gestão de recursos públicos. A inteligência artificial pode ser usada para monitorar as mídias sociais e identificar menções a temas relevantes, incluindo corrupção e má gestão de recursos públicos.
  • Alertas em tempo real: A inteligência artificial pode ser usada para enviar alertas em tempo real quando são detectadas irregularidades na aplicação de recursos públicos, permitindo que as autoridades competentes tomem medidas imediatas para evitar danos maiores.
  • Análise de contratos: A inteligência artificial também pode ser usada para analisar contratos públicos e identificar possíveis cláusulas que possam prejudicar o interesse público, como preços elevados ou condições desfavoráveis.
  • Análise de imagens: é possível usar algoritmos de visão computacional para analisar imagens de obras públicas em andamento e detectar eventuais irregularidades. Por exemplo, um sistema de inteligência artificial pode ser treinado para identificar obras paradas há muito tempo, equipamentos abandonados, ou situações de risco para os trabalhadores.
  • Análise de discursos: por fim, é possível usar técnicas de processamento de linguagem natural para analisar discursos e declarações dos governantes e identificar contradições ou inconsistências em relação às ações e investimentos realizados.

Em resumo, a inteligência artificial pode ser uma ferramenta valiosa para auxiliar a população na fiscalização da aplicação de recursos públicos principalmente pelos governantes municipais, segmento do poder público onde ocorre um maior volume de irregularidades, permitindo assim uma análise mais rápida, precisa e eficiente de grandes volumes de dados e informações, facilitando a denúncia de possíveis irregularidades aos órgãos de controle. No entanto, é importante lembrar que a inteligência artificial não deve substituir a análise e o julgamento humano, e sim ser usada como uma ferramenta complementar.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!