Espalhe por ai:

Carlos Marighella foi um combatente durante a ditadura militar no país. Neste filme biográfico dirigido por Wagner Moura e tendo Seu Jorge interpretando o papel do guerrilheiro , o público irá acompanhar a história de Carlos Marighella, em 1969, um homem que não teve tempo pra ter medo. De um lado, uma violenta ditadura militar. Do outro, uma esquerda intimidada. Cercado por guerrilheiros 30 anos mais novos e dispostos a reagir, o líder revolucionário escolheu a ação. Marighella era político, escritor e guerrilheiro contra à ditadura militar brasileira.

O filme estreou nos cinemas nacionais no início deste mês e já se tornou a maior bilheteria dos cinemas pós pandemia.

O longa dirigido por Wagner Moura enfrentou algumas dificuldades para ser oficialmente lançado nos cinemas brasileiros. Em agosto deste ano, a ANCINE mandou arquivar o lançamento do filme, conforme noticiado pela Tv Jequié Leia a matéria. Os produtores do longa acusaram a Agência de perseguição ideológica, já que o Presidente da República considera Marighella um criminoso.

Segundo Moura, ele já tinha vontade de dirigir, mas pensava que ia fazer um filme mais simples. “Queria trabalhar com poucos atores profundamente.”

“No verão de 2012, Maria Marighella me entregou o livro que Mario Magalhães tinha acabado de escrever. Sempre fui muito perturbado pela maneira como a história de resistência é contada”.

“Quando começamos a falar sobre o filme, achamos que tinha que ser alguém de esquerda e baiano. Então foi minha oportunidade.”

 

Você poderá assistir este filme amanhã (11) no Cine São José, com sessão às 19h. garanta seu ingresso pelo site Velox Tickets.

Espalhe por ai: